Conceitos Básicos de Redes de Telecomunicações

Tempo de leitura: 5 minutos

Redes de Telecomunicações

No artigo de lançamento (clique aqui para acessar) do novo BLOG TARGET, introduzimos a relevância do assunto de redes de telecomunicações e falamos brevemente sobre os temas que serão abordados em nossa categoria de Redes de Transmissão.

Assim, iniciaremos nosso espaço apresentando alguns conceitos básicos de redes de telecomunicações e, a partir disso, derivaremos pontos relevantes voltados para redes de transmissão, tais como caracterização dos meios e tecnologias de transmissão e suas aplicações, apresentação de arquitetura para provimento de serviços de usuários finais, descrição e funcionamento de equipamentos específicos de cada rede e passos para planejamento de redes rádio.

Seja qual for o serviço de telecomunicações utilizado, como telefonia móvel, telefonia fixa e acesso banda larga, haverá sempre a necessidade de redes que suportem o tráfego demandado por cada usuário, de forma compromissada com a garantia de confiabilidade e não interrupção dos serviços utilizados.

Com a grande complexidade das redes existentes atualmente, torna-se fundamental entender o que são de fato redes de telecomunicações, como elas podem estar organizadas e como podemos visualizar suas aplicações em nosso dia-a-dia.

Redes de telecomunicações compreendem toda a infraestrutura necessária para atender aos serviços do usuário final, seja ele um usuário corporativo ou físico.

Para realizar a comunicação entre dois ou mais pontos, as redes fazem uso de sistemas de transmissão, que são basicamente combinações de meios e tecnologias de transmissão.

Assim, pode-se encontrar sistemas de transmissão baseados em links de microondas, fibra óptica, par trançado, cabo coaxial ou de satélite e empregando diferentes tecnologias nesses meios, tais como PDH, SDH, ATM, WDM, OTN, etc.

Em redes de telecomunicações hierárquicas, podemos encontrar 3 seções diferenciadas principalmente quanto à capacidade de transmissão de tráfego e às tecnologias de transmissão empregadas, conforme descritas a seguir.

Redes Backbone

As Redes Backbone dão suporte ao tráfego de longa distância e, por sua principal aplicação ser o transporte de informação, apresentam grande capacidade de tráfego e permitem que uma combinação diversificada de tráfego seja transportada por uma única infraestrutura.

O conjunto de elementos que compõem o backbone são responsáveis pela transmissão, comutação, roteamento e gerenciamento de tráfego na rede das operadoras.

Essas redes podem apresentar uma porção nacional e uma porção internacional, onde a conexão entre países e continentes é feita através de cabos de fibras ópticas submersos.

A fibra óptica vem sendo bastante utilizada como meio de transmissão das redes de grandes operadoras de serviços de telecomunicações, principalmente devido a sua maior capacidade de transmissão.

Redes Backhaul

Rede Backhaul é a infraestrutura de conexão entre pontos agregadores da rede de acesso e pontos de presença da rede de backbone.

A grande relevância dessas redes se dá devido ao nível de capilaridade que promovem para a interligação entre os vários pontos de acesso e o núcleo da rede.

Alguns exemplos de conexões típicas em redes backhaul são:

  • conexão entre estações rádio base e suas controladoras (BSC, para o caso de redes baseadas em tecnologia móvel 2G, MSC, para o caso 3G),
  • conexões entre DSLAM e nós ATM, etc.

Como essas redes estão posicionadas entre dois grandes domínios de redes, elas precisam estar comprometidas com ambas, isto é, precisam satisfazer tanto a crescente dinâmica de tipos de tecnologias das redes de acesso quanto atender os requisitos de capacidade de transmissão das redes backbone.

Geralmente, redes backhaul utilizam links microondas operando em faixas de frequência abaixo de 15 GHz, com comprimento típico em torno de 40 Km e capacidade com níveis de médio para alto com tecnologias PDH e SDH.

Para uma demanda maior de tráfego, muitos provedores de serviços implantam links de fibra óptica em substituição aos de microondas.

Redes de Acesso

Redes de Acesso, ou redes de última milha,são compostas pela infraestrutura de conexão entre o usuário final e a rede da operadora.

Elas se caracterizam pela presença da vários protocolos e apresentam um amplo espectro de taxas de transmissão.

Assim, dependendo do meio de transmissão, podem ser empregadas várias tecnologias de transmissão, como xDSL, WiMax, FTTx, etc, de forma a atender os diversos tipos de tráfego gerados por aplicações dos clientes.

Em sistemas de telefonia móvel, o acesso de estações móveis e estações centrais da planta de telefonia, pode ser feito utilizando tecnologias análogica (FDMA) ou digital (TDMA e CDMA).

Nos próximos artigos, continuaremos o desenvolvimento do tema e dos conceitos básicos de Redes de Telecomunicações.

Colaborou com este Artigo a Engenheira Lídia Melo, do time TARGET.

Compartilhe seu caso, e deixe seu comentário conosco!


Outros Artigos Publicados Sobre Redes de Telecomunicações

Em nosso blog, você pode encontrar diversos outros artigos relacionados com Telecomunicações. Para acessá-los, clique no respectivo título


Conheça o BiPTT, Aplicativo de Voz para Equipes de Trabalho

O BiPTT (www.biptt.com) é uma solução de comunicação instantânea de voz para empresas que transforma smartphones, tablets e notebooks em rádios comunicadores avançados. Clique no botão abaixo e Experimente Gratuitamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *