Automação de Processos para Redução de Custos em Operadoras Telecom

Tempo de leitura: 6 minutos

A Obrigação de Redução de Custos

Operadoras de Telecomunicações, assim como qualquer grande empresa, sofrem com uma grande pressão para a redução de custos de operação (OPEX – Operational Expenses).

Tarefas repetitivas e executadas sem um padrão bem definido constituem uma grande oportunidade de melhoria, otimização e automação.

Tendo em mente a necessidade de suportar um tráfego de dados cada vez maior, sem um aumento de receita na mesma proporção (clique e acesse Artigo “A Motivação das Operadoras para Uso de Otimização e Novas Tecnologias“), as operadoras devem se aprimorar cada vez mais, para dessa forma, aumentar sua eficiência e reduzir seus custos de operação.

A Automação Surge como Alternativa

A automação de algumas atividades técnicas já é uma realidade através da adoção cada vez maior de técnicas de Software Defined Networks (SDN), porém, alguns processos internos podem se tornar um limitador para a obtenção de um maior ganho na eficiência.

Diversos processos em uma operadora apresentam problemas sérios que afetam a eficiência do negócio e podem se beneficiar da automação.

Alguns exemplos desses problemas são:

  • Falta de padronização entre equipes distintas que realizam a mesma atividade;
  • Falta de visibilidade do ciclo de vida de implementação de um projeto novo;
  • Acompanhamento de serviços que utilizam tecnologias específicas ou legadas;
  • Controle de qualidade de um serviço até seu encerramento e;
  • Gerir o ciclo de vida de serviços de grande granularidade.

Benefícios da Automação

Evitar a Repetição de Atividades

Em operadoras de telecomunicações é comum algumas divisões para a realização de atividades de forma regionalizada, com isso, uma mesma atividade é executada por diversas equipes em um contexto regional e sem interação entre elas.

Garantir a Padronização

Esse tipo de divisão pode ocasionar uma diferença na execução dos processos e falta de padronização entre as equipes. A automação desse tipo de processo evita a falta de padronização, possibilita o compartilhamento de melhores práticas entre as equipes e, eventualmente, podem levar a centralização dessas atividades em uma única equipe, evitando a divisão regional e otimizando recursos.

Melhorar a Visibilidade de Projetos Longos

Alguns projetos possuem um ciclo de vida longo, principalmente quando envolvem grandes regiões geográficas. É muito comum que um grande projeto leve de um a dois anos, desde a sua concepção até efetivamente entrar em produção. Nesse período de tempo, a equipe que desenvolveu esse projeto pode não ter a visibilidade adequada de sua implementação, ficando alheio às limitações, dificuldades e oportunidades encontradas. A completa automação desse processo, possibilita que todos os envolvidos possam interagir com o projeto, tendo uma maior visibilidade do seu andamento e podendo identificar oportunidades de melhoria contínua a serem implementadas em projetos futuros.

Reduzir Dependências de Tecnologias Legadas

Tecnologias específicas e legadas podem se tornar um problema em um ambiente complexo como o de operadoras. Existem casos em que algumas tecnologias são controladas por profissionais específicos e esses profissionais ficam conhecidos como os “donos” dessas tecnologias. Nesses casos, existe uma dificuldade em compartilhar o conhecimento e é bastante comum que a saída desses profissionais da empresa gerem a interrupção ou perda de qualidade nesses serviços. A automação do controle dessas tecnologias, evitando planilhas e controles manuais, evita a concentração dessa informação em um único profissional e também possibilita o fácil compartilhamento dessa informação para diversas equipes.

Melhorar a Gestão da Ativação, Desativação e Verificação de Inconsistências

A ativação de um novo serviço é testada a exaustão antes de ser disponibilizado para os clientes. Posteriormente, com o uso desse serviço pelo cliente, qualquer problema será reportado e sanado pela operadora. Em muitos casos, o encerramento de um serviço não recebe a mesma importância e é muito comum que algumas etapas do processo de encerramento apresentem problemas que dificilmente são sanados, a não ser que causem algum impacto em outros serviços ainda em funcionamento. Equipamentos que concentram o acesso de muitos usuários são mais suscetíveis a apresentarem configurações parciais de serviços desativados e, o aumento dessas configurações “perdidas” podem impactar o funcionamento normal do equipamento. A automação de todos os processos de ativação, desativação e a verificação contínua de inconsistências vai garantir a utilização otimizada dos equipamentos e reduzir o risco de indisponibilidades.

Disponibilizar uma Visão Única para os Serviços/Rede

Serviços de acesso corporativos possuem uma grande granularidade, pois podem ter uma baixa velocidade e um único equipamento pode concentrar centenas desses acessos. Para conhecer mais sobre esses tipos de serviços clique e acesse Artigo “O Impacto das Redes de Acesso Corporativas nas Operadoras de Telecom”. Além da granularidade a diversidade de tecnologias utilizadas também é um fator complicador na operação desses serviços.

Automatizar a gestão desses serviços possibilita uma visão única de ocupação e disponibilidade da rede, independente da tecnologia e fabricante utilizados, possibilitando redução de custos de operação.

Melhorar a Coordenação de Múltiplas Responsabilidade e Papéis

Outra vantagem na automação de processos está relacionado com o próprio mapeamento dos processos para a automação. Com o mapeamento correto, os responsáveis e atuadores envolvidos terão suas responsabilidades bem descritas e com isso, podem surgir oportunidades de melhoria de processos também como consequência da automação.

A Automação é cada Vez mais Necessária

A automação de processos é uma realidade nas operadoras de telecomunicações. A implementação desse tipo de atividade deve ser feita através de um plano conjunto de atividades, considerando os times envolvidos nos processos, suas respectivas gerências e a utilização de uma ferramenta que atenda as demandas específicas de negócio de uma operadora de telecomunicações.

Autor deste Artigo: Engenheiro Marcelo Vasconcelos

Compartilhe seu caso, e deixe seu comentário conosco!


Outros Artigos Publicados Sobre Redes de Telecom

Em nosso blog, você pode encontrar diversos outros artigos relacionados com Telecomunicações. Para acessá-los, clique no respectivo título


Conheça o BiPTT, Aplicativo de Voz para Equipes de Trabalho

O BiPTT (www.biptt.com) é uma solução de comunicação instantânea de voz para empresas que transforma smartphones, tablets e notebooks em rádios comunicadores avançados. Clique no botão abaixo e Experimente Gratuitamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *