Os 5 Principais Problemas de Planejamento de Enlaces Rádio

Tempo de leitura: 8 minutos

Redes Menores: o Controle é Simples

O uso de Enlaces Rádio por operadoras de telecomunicações e empresas é uma opção muito vantajosa, para o tráfego de dados em redes privadas ou na prestação de serviços de telecomunicações.

A facilidade de instalação e operação de um enlace rádio é um grande atrativo em comparação com outras tecnologias como contratação de circuitos ou lançamento de fibras ópticas.

Pequenas redes com alguns Enlaces Rádio podem ser operadas e planejadas facilmente utilizando um grupo reduzido de pessoas e ferramentas simples de monitoramento.

Este tipo de rede possui no máximo dois ou três fornecedores de equipamentos, o que facilita bastante o planejamento de novas expansões.

Redes Maiores: o Controle é mais Complexo

Os problemas começam a aparecer conforme as redes se tornam maiores, o número de enlaces rádio e fornecedores de equipamentos aumentam e o controle de uso da capacidade instalada se torna mais complexo e custoso.

Além desses desafios, as questões regulatórias também começam a consumir um tempo considerável da equipe de planejamento.

Este artigo aponta os 5 principais problemas no planejamento de Enlaces Rádio.

É claro que existem muitos outros e cada operadora ou empresa lida com seus problemas de forma diferente, podendo inclusive apontar tantos outros que sejam tão ou mais importantes que os destacados neste artigo.

Os 5 Principais Problemas no Planejamento de Enlaces Rádio

Os principais problemas apresentados em projetos de planejamento de Enlaces Rádio são os seguintes:

  1. Conhecimento de todas as legislações aplicáveis
  2. Manter o registro de todas as informações atualizado
  3. Manter uma rede com diversos fabricantes
  4. Gerenciamento de capacidade ociosa em enlaces rádio
  5. Controle de ampliação de capacidade em enlaces rádio

Veremos a seguir um pouco mais de detalhes para cada um destes temas acima.

Conhecimento de Todas as Legislações Aplicáveis

Em cada país existe um conjunto de regras específicas para o controle do espectro eletromagnético.

No Brasil, esse controle é feito pela ANATEL, através de leis e normas específicas.

Tanto os Enlaces Rádio em Frequência Licenciada (veja mais no artigo “Escolha de Frequência em Enlaces Rádio Com Frequências Licenciadas”), como os Enlaces Rádio em Frequência Não Licenciada (saiba mas no artigo “Enlace Rádios em Telecomunicações”) possuem regras específicas.

Enlaces Rádio em Frequência Licenciada requerem, na maioria dos casos, uma autorização de uso e o pagamento de taxas, enquanto que os Enlaces Rádio em Frequência Não Licenciada, não necessitam da referida autorização.

Além do controle dos enlaces, as operadoras e empresas também precisam cadastrar as suas estações e torres.

Essas e outras informações precisam estar atualizadas e as autorizações precisam ser renovadas sempre que necessário.

Manter uma rede com algumas dezenas ou, em alguns casos, e, com alguns milhares de enlaces, requer um controle muito detalhado para evitar atrasos na implantação de novos enlaces e também que os enlaces existentes estejam deixando de cumprir alguma norma e a empresa fique sujeita a alguma sanção.

A solução mais comum para esse problema é manter um grande time de pessoas para lidar apenas com as questões regulatórias, gerando um elevado custo e muitas vezes utilizando softwares não específicos para essa atividade.

Manter o Registro de Todas as Informações Atualizado

  • Enlaces
  • Estações
  • Torres
  • Antenas
  • Equipamentos rádio
  • Placas de expansão
  • Fontes de energia
  • Laudos Radiométricos
  • AEV
  • Estudos de viabilidade de enlaces rádio
  • Memórias de cálculo, etc …

Esses são alguns dos itens que uma equipe de planejamento de enlaces rádio precisa manter atualizado e essa tarefa nem sempre é feita da melhor maneira possível.

A quantidade de informações gerada, bem como o seu histórico, precisa ser armazenada de forma a permitir uma fácil consulta.

Algumas dessas informações, como por exemplo as características de expansão de um equipamento através da adição de novas placas, serão determinantes em um projeto de expansão de uma determinada estação.

Algumas empresas não utilizam nenhuma ferramenta específica para controlar essas informações, utilizando muitas vezes planilhas simples como ferramenta. O uso de planilhas não garante que todos tenham acesso a informação mais atual e pode ocorrer a geração de diversas planilhas diferentes perdendo assim a consistência das informações.

Manter uma Rede com Diversos Fabricantes

Grandes redes sempre fazem uso de diversos fabricantes, essa é uma estratégia comum para garantir concorrência entre os fornecedores e redução de custo.

Muitas vezes essa estratégia gera atividades adicionais por parte do time de projeto que acarretará em um aumento de custos para o projeto de novos enlaces rádio.

Equipamentos rádio possuem ferramentas de gerência específicas para cada fabricante e, desenvolver um projeto em um ambiente com vários fabricantes é bastante custoso, pela necessidade de acessar diversas gerências diferentes para verificar os modelos de equipamentos disponíveis, as possibilidades de expansão e operação de cada fabricante.

Outra dificuldade desse ambiente é a necessidade de treinamento em todas as ferramentas de gerência de todos os fabricantes que atuam na rede.

Gerenciamento de Capacidade Ociosa em Enlaces Rádio

Capacidade ociosa, principalmente em rádios que fazem uso de circuitos, é uma situação indesejada para o planejamento de Enlaces Rádio.

Essa situação pode ocorrer devido a uma escolha de projeto, a falhas no planejamento ou até mesmo a desativação de circuitos.

Manter o controle de capacidade ociosa também é influenciada por um ambiente com vários fabricantes devido às diversas gerências.

Em um ambiente de projetos, é comum que a verificação da capacidade ociosa seja feita sempre que ocorra a demanda por um novo circuito e, enquanto isso não ocorre, essa capacidade ociosa permanece sem gerenciamento.

Este cenário é prejudicial pelo aumento no tempo para elaboração de um novo projeto, e também, pela dificuldade de gerenciamento dessa capacidade de uma forma geral.

Controle de ampliação de capacidade em enlaces rádio

Novas demandas de tráfego podem ser atendidas com capacidade ociosa em Enlaces Rádio existentes, este é o cenário mais fácil para atender novas demandas.

Em alguns casos, demandas de tráfego que necessitem de diversos Enlaces Rádio para o escoamento entre duas localidades, demandarão um tempo maior devido à complexidade do projeto.

Em situações onde vários Enlaces Rádio sejam necessários para atender a uma demanda, pode existir mais de um caminho viável e um ou mais enlaces podem necessitar de expansão ou instalação de um novo enlace.

Em um cenário como esse, o controle com planilhas e/ou o cálculo manual consome muito tempo e pode não alcançar a solução ideal que gere o menor custo de implantação.

Impactos no “Custo x Benefício” de Rádios Enlace

Em todos os 5 casos apresentados, a consequência é a elaboração de projetos que não possuem um custo ótimo, além de necessitar de uma equipe cada vez maior para atuar nessa atividade.

O ponto em comum desses problemas é o aumento do custo para elaboração de novos projetos de Enlaces Rádio.

Em um ambiente como o atual onde a pressão pela redução de custos, principalmente em operadoras (veja mais no artigo “A Motivação das Operadoras para Uso de Otimização e Novas Tecnologias”) é cada vez maior, é necessário buscar soluções e ferramentas para diminuir o impacto desses 5 problemas no planejamento de enlaces rádio.


A Target é Especializada em Projetos de Enlaces Rádio

Projetos de enlaces rádio possuem diversas características técnicas que devem ser considerados e geram uma grande massa de dados que precisam ser gerenciados.

Grandes operadoras de telecomunicações que possuem milhares de enlaces rádio precisam ter o total controle de seus projetos.

Continuem acompanhando nosso blog para conhecerem mais sobre como gerenciar grandes quantidades de Enlaces Rádio de forma eficiente, reduzindo custos e evitando penalizações por parte dos órgãos reguladores.

Autor deste Artigo: Engenheiro Marcelo Vasconcelos

Compartilhe seu caso, e deixe seu comentário conosco!


Outros Artigos Publicados Sobre Redes de Telecomunicações

Em nosso blog, você pode encontrar diversos outros artigos relacionados com Telecomunicações. Para acessá-los, clique no respectivo título


Conheça o BiPTT, Aplicativo de Voz para Equipes de Trabalho

O BiPTT (www.biptt.com) é uma solução de comunicação instantânea de voz para empresas que transforma smartphones, tablets e notebooks em rádios comunicadores avançados. Clique no botão abaixo e Experimente Gratuitamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *